Quinta-feira, 10 de Junho de 2004
Davidson # 1

Donald Davidson

{Selecção e tradução livre do artigo de Donald Davidson sobre ‘o 3º dogma do empirismo’}

 

Os esquemas conceptuais são modos de organização da experiência; são sistemas de categorias que enformam os dados dos sentidos; são pontos de vista sob os quais os indivíduos, as culturas ou as épocas observam o fluxo dos acontecimentos.

Pode não haver qualquer tradução de um esquema para outro. A realidade ela própria será assim relativa a um esquema. Mesmo aqueles pensadores que perfilham um só esquema conceptual, estão dependentes ou sob a influência dessa ideia de um esquema conceptual.

Ora, o relativismo conceptual seria uma bizarra doutrina se tivesse em si algum sentido. O problema é que é difícil aumentar a inteligência das coisas conservando o grau de excitação que a sua ignorância suscita.

A metáfora dominante do relativismo conceptual – a de diferentes pontos de vista – parece revelar um paradoxo subjacente: diferentes pontos de vista podem fazer sentido somente se houver um sistema comum de coordenação no qual se projectem; porém, a existência de tal sistema comum repudia a pretensão de qualquer incomparabilidade dramática de pontos de vista.

Do que necessitamos é de estabelecer algum limite aos contrastes conceptuais, para impedir a travessia da zona do paradoxo da incomparabilidade.

Podemos aceitar a doutrina que associa a ideia de ‘ter uma linguagem’ com a de ‘ter um esquema conceptual’. Onde estes diferem, também as linguagens o fazem. Porém, falantes de línguas diferentes podem partilhar um esquema conceptual se houver um modo de traduzir uma linguagem na outra.

 


tags:

publicado por vbm às 17:21
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De Anónimo a 11 de Junho de 2004 às 00:02
Lol.vbm
</a>
(mailto:vascobizarro@yahoo.com)


De Anónimo a 10 de Junho de 2004 às 23:19
Se a ti te faz dormir... vou já vestir o pijama!Stela
</a>
(mailto:...@sapo.pt)


De Anónimo a 10 de Junho de 2004 às 22:47
:). Eu gostei imenso deste artigo do Davidson. Na verdade, o relativismo é insustentável por muito que, à sua luz, se distingam as culturas. Aqui há uns dois ou três anos, vi o Davidson numa palestra em Lisboa. É um senhor já octogenário e com uma fala (americano) monótona de fazer sono a toda a assistência. É incrível como os filósofos, nas suas minudências, conseguem espalhar a letargia em todos que os escutam. A mim, faz-me sorrir este preâmbulo ao sono solto! Mas, extraordinário mesmo, é como tudo se pode objectar com belos e diferentes argumentos. Espantosa, a filosofia!vbm
</a>
(mailto:vascobizarro@yahoo.com)


De Anónimo a 10 de Junho de 2004 às 22:15
Parece que vou gostar deste...:)Stela
</a>
(mailto:...@sapo.pt)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

...

...

Pascal & Espinosa # 2

Pascal & Espinosa # 1

...

Espinosa # 55

Espinosa # 54

Espinosa # 53

Espinosa # 52

Espinosa # 51

...

Espinosa # 50

Espinosa # 49

Espinosa # 48

Espinosa # 47

Espinosa # 46

...

A Caverna de Platão

Wittgenstein: Philosophic...

Ayer on Frege and Russell

arquivos

Setembro 2015

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Dezembro 2003

Novembro 2003

tags

albert jacquard

ana de sousa

ana hatherly

ar rosa

astronomia

ayer

davidson

deleuze

dostoiévski

espinosa

eugénio de andrade

fiama

fotografia

françois miterrand

frege

gerard de constanze

gonzalo torriente ballester

hobbes

homero

hume

imagens

jl borges

khalil gibran

kripke

leibniz

maquiavel

nietzsche

pascal & espinosa

paul auster

paul valéry

peirce

philo-vídeos

platão

política

putnam

quine

rawls

russell

samuel beckett

sandra costa

scarlett johansson

searle

sophia de mello breyner

villaret

virgínia woolf

wittgenstein

todas as tags

favoritos

...

links
Míope, logo táctil. Gosto de ler e conversar, q.b. «Nada convem mais ao homem do que o seu semelhante.» Vasco
blogs SAPO
subscrever feeds