Sábado, 2 de Julho de 2005
...

bigamb3.jpg

O Jardim Botânico de Lisboa é lindíssimo


tags:

publicado por vbm às 12:08
link do post | comentar | favorito

6 comentários:
De Anónimo a 9 de Julho de 2005 às 10:29
«The right bank», «La marge gauche»!:) Assim foi, na verdade, três anos no PREC - na catedral da disciplina operária, a CUF do Barreiro - e três em Almada, no final do milénio, num projecto do sector da Energia! Gostei de ambas as cidades: Barreiro, feia mas com carácter; Almada, na construção civil dos seus prédios de habitação e moradias, contemporânea do Maputo, tal a semelhança dos projectos urbanísticos de ambas as cidades. Numa e noutra, algo nas suas gentes inspira um sentimento contraditório de confiança e inquietação: do que me apercebia dos seus rostos, e desabafos de rua e de cafés, notava-se-lhes uma forte vontade de luta pela vida, mas perpassada de inquietação e pessimismo! Para quem, como eu, também privei com o proletariado do Porto e de Braga a diferença é notória de uma maior confiança e esperança da gente do Norte. (Provavelmente, por a dependência do salário ser mitigada no Norte com outras fontes parciais de rendimentos na agricultura e comércio...) Enfim, meras impressões. Mas, há um sentido profundo em que amei e respeito as gentes de Almada e do Barreiro. Ab., marca amarela, :)V.vbm
</a>
(mailto:vascobizarro@yahoo.com)


De Anónimo a 8 de Julho de 2005 às 17:43
Eu vou passando por aqui, mas como de filosofia ... pouco, só em linhas muuuuuito gerais e muito banais, aproveitei agora a sombrinha destas árvores para te dizer "olá".

Houve uma época em que ia frequentemete ao Museu do Traje, gosto andarilhar por lá, as exposições temporárias são um pretexto.

Então já trabalhaste na Margem Sul? Eu já lá vivi, e ainda frequento muito assiduamente.

Margem Esquerda, the right bank!

A hug and a kiss! MarcaAmarela
</a>
(mailto:mm2000@netcabo.pt)


De Anónimo a 8 de Julho de 2005 às 13:01
Oh! Marque Jaune!, Que prazer, tua visita! :) Sim, tenho por aqui este blog... como um jardim maltratado. Humm, mais um moita, diria. Sim, também conheci tarde na vida o jardim Botânico. O trabalho, no centro da cidade, muitos anos; e, também nos seus arredores na margem Sul, quase destroem a liberdade de nos espraiarmos no espaço e no tempo... Tenho uma noção reminiscente de ter visitado há muito tempo o museu do Traje - ou então, faço confusão com algo semelhante numa saída norte de Lisboa. E lembro, sim, uma espécie de jardim bonito como o melhor do Palácio. Hei-de visitá-lo de novo, e avivar as minhas impressões. Marca Amarela, não saias lá do 'sítio'. Eu, nós adoramos-te. Beijos, Vasco.vbm
</a>
(mailto:vascobizarro@yahoo.com)


De Anónimo a 8 de Julho de 2005 às 02:18
Não sei porquê, acontece, levei muitos anos até me lembrar de que não conhecia o Jardim Botânico e visitei-o há meses.

Jardins ... Mas sabes qual prefiro? O do Parque do Monteiro-Mor, no Museu do Traje.

Tem qq coisa ... Não é a dimensão, não é a variedade nem o desenho, é o ambiente ...

PS: não tenho URL ... mas sempre se arranja qq coisa ... :)))MarcaAmarela
</a>
(mailto:mm2000@netcabo.pt)


De Anónimo a 5 de Julho de 2005 às 12:36
Dá lá um salto. É na rua da Escola Politécnica, entre o Jardim do Príncipe Real e o Largo do Rato. Mais exactamente, na Faculdade de Ciências, em frente à pastelaria Cister (acho que é esse o seu nome), de antigas tradições literárias. Eu só visitei o Jardim há pouco tempo atrás. Estupidez, a minha. Em todo o caso, ele é melhor para ti do que para mim, que só é metade bom - tem subidas e descidas: à vinda é a subir! Chato! Justamente, um dos planos para o Parque Mayer, é ligar o Botânico ao Parque, de modo que já não será preciso subir: continua-se a descer, até à Avenida da Liberdade!vbm
</a>
(mailto:vascobizarro@yahoo.com)


De Anónimo a 5 de Julho de 2005 às 01:03
Não conheço,mas pela foto parece valer a pena uma visita e um passeio por lá.Boa semana.Abraço.Art Of Love
(http://bizaazul.blogspot.com)
(mailto:bizaazul@iol.pt)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

...

...

Pascal & Espinosa # 2

Pascal & Espinosa # 1

...

Espinosa # 55

Espinosa # 54

Espinosa # 53

Espinosa # 52

Espinosa # 51

...

Espinosa # 50

Espinosa # 49

Espinosa # 48

Espinosa # 47

Espinosa # 46

...

A Caverna de Platão

Wittgenstein: Philosophic...

Ayer on Frege and Russell

arquivos

Setembro 2015

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Dezembro 2003

Novembro 2003

tags

albert jacquard

ana de sousa

ana hatherly

ar rosa

astronomia

ayer

davidson

deleuze

dostoiévski

espinosa

eugénio de andrade

fiama

fotografia

françois miterrand

frege

gerard de constanze

gonzalo torriente ballester

hobbes

homero

hume

imagens

jl borges

khalil gibran

kripke

leibniz

maquiavel

nietzsche

pascal & espinosa

paul auster

paul valéry

peirce

philo-vídeos

platão

política

putnam

quine

rawls

russell

samuel beckett

sandra costa

scarlett johansson

searle

sophia de mello breyner

villaret

virgínia woolf

wittgenstein

todas as tags

favoritos

...

links
Míope, logo táctil. Gosto de ler e conversar, q.b. «Nada convem mais ao homem do que o seu semelhante.» Vasco
blogs SAPO
subscrever feeds