Sábado, 22 de Outubro de 2005
...

                        teeteto.gif

«Os que vagueiam pelos tribunais e por lugares assim
(...) arriscam-se (...) a acabarem por ser educados
como escravos, em comparação aos homens livres.»

(Teet.,172d)


tags:

publicado por vbm às 15:22
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 19 de Outubro de 2005
Wittgenstein # 30

§ 228 «Para nós uma série tem um rosto!! — Com certeza, mas qual? Bem, o da fórmula algébrica e o do segmento inicial já calculado. Ou tem ainda mais algum? — «Mas naquele rosto já está tudo»! — Mas isso não é uma constatação acerca do segmento da série ou acerca dos dados da percepção visual que temos dela; é apenas expressão do facto de que olhamos para a ordem que a regra dá e executamos, sem apelar a qualquer outra instância.

§ 229 No segmento inicial creio ter a percepção de um desenho, muito fino, de um traço característico, que só precisa de «etc.» para chegar ao infinito.

 

§ 230 «A linha sugere-me como devo prosseguir»: trata-se apenas de uma paráfrase de: a linha é a última instância que decide como é que eu devo prosseguir.

 



publicado por vbm às 12:30
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 14 de Outubro de 2005
Wittgenstein # 29
§ 226 Supõe que uma pessoa desenvolve a série 2x+1 e escreve sucessivamente os números 1, 3, 5, 7,... até que se põe a si própria a pergunta: «mas estou sempre a fazer a mesma coisa ou a fazer uma coisa diferente de cada vez?». Se uma pessoa todos os dias promete: «Amanhã venho visitar-te» — diz todos os dias a mesma coisa ou todos os dias uma coisa diferente?


publicado por vbm às 16:57
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 12 de Outubro de 2005
Wittgenstein # 28
§ 123 Um problema filosófico tem a seguinte forma: «Não me sei orientar».


publicado por vbm às 22:57
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 9 de Outubro de 2005
Wittgenstein # 27
“Os problemas filosóficos são patologias que ocorrem no interior de jogos de linguagem dados.” “Se nunca escrevermos a não ser aquilo que já se compreende, o domínio do compreensível nunca poderá ser alargado.” (ms lourenço)


publicado por vbm às 15:44
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

...

...

Pascal & Espinosa # 2

Pascal & Espinosa # 1

...

Espinosa # 55

Espinosa # 54

Espinosa # 53

Espinosa # 52

Espinosa # 51

...

Espinosa # 50

Espinosa # 49

Espinosa # 48

Espinosa # 47

Espinosa # 46

...

A Caverna de Platão

Wittgenstein: Philosophic...

Ayer on Frege and Russell

arquivos

Setembro 2015

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Dezembro 2003

Novembro 2003

tags

albert jacquard

ana de sousa

ana hatherly

ar rosa

astronomia

ayer

davidson

deleuze

dostoiévski

espinosa

eugénio de andrade

fiama

fotografia

françois miterrand

frege

gerard de constanze

gonzalo torriente ballester

hobbes

homero

hume

imagens

jl borges

khalil gibran

kripke

leibniz

maquiavel

nietzsche

pascal & espinosa

paul auster

paul valéry

peirce

philo-vídeos

platão

política

putnam

quine

rawls

russell

samuel beckett

sandra costa

scarlett johansson

searle

sophia de mello breyner

villaret

virgínia woolf

wittgenstein

todas as tags

favoritos

...

links
Míope, logo táctil. Gosto de ler e conversar, q.b. «Nada convem mais ao homem do que o seu semelhante.» Vasco
blogs SAPO
subscrever feeds