Quarta-feira, 31 de Agosto de 2005
Wittgenstein # 24

§ 325 “Aquilo que os homens aceitam como justificação revela como pensam e como vivem.”



publicado por vbm às 09:53
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 29 de Agosto de 2005
Wittgenstein # 23
(§§ 350-351)
"Não tem sentido dizer que 2+2, às 3 horas, são 4."
"Que significa serem 5 horas no Sol?"


publicado por vbm às 21:47
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 27 de Agosto de 2005
Wittgenstein # 22

§ 352 [o princípio do terceiro excluído] (...) "No desenvolvimento infinito de PI,
ou ocorre uma vez o grupo de algarismos (7777) ou não ocorre
- uma terceira possibilidade não existe".

Isto é: Deus vê - mas nós não o sabemos.
Mas o que é que isso significa?

- Nós utilizamos uma imagem;
a imagem de uma séria visível, da qual
uma pessoa tem uma visão do seu todo
e uma outra pessoa não tem.

O princípio do terceiro excluído diz aqui:
ou tem que ter este aspecto, ou aquele.

Logo, o princípio do terceiro excluído diz - e isto é evidente - absolutamente nada,
mas dá-nos antes uma imagem.

E agora o problema é suposto ser o seguinte:
concorda a realidade com a imagem ou não?

E esta imagem parece agora determinar o que temos a fazer,
o que temos a procurar e como

- mas não o faz,
porque precisamente não sabemos como aplicá-la
.

Quando aqui dizemos "Não há uma terceira possibilidade"
ou "De facto não há uma terceira possibilidade!",

então nisso exprime-se que
não somos capazes de tirar os olhos desta imagem

- uma imagem que tem a aparência de conter em si, necessariamente,
o problema e a sua solução,

enquanto nós sentimos não ser esse o caso. ( )



publicado por vbm às 14:50
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 25 de Agosto de 2005
Wittgenstein # 21
§ 353 A pergunta pelo modo e pela possibilidade de verificação de uma proposição
é apenas uma forma especial de perguntar: "O que é que queres dizer com isso?".
A resposta é uma contribuição para a gramática da proposição.


publicado por vbm às 21:32
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 13 de Agosto de 2005
...

        Nausicaa4.jpg

'Quem é aquele que Nausícaa traz com ela, um estrangeiro
tão alto e bem parecido? Onde o terá ela encontrado?
Será ele o esposo dela? Deverá ser alguém que naufragou,
um estrangeiro de muito longe, já que nós não temos vizinhos.
Ou será antes um deus que tenha descido do céu, em resposta
às suas preces? Ela tê-lo-á como marido todos os seus dias!
Melhor assim, que tenha ido buscar o noivo a outro sítio,
pois já se percebeu que ela liga pouco aos Feaces cá da terra,
embora aqui não lhe faltem muitos e belos pretendentes.'


Odisseia, VI, 276-84.


tags:

publicado por vbm às 13:54
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 10 de Agosto de 2005
Wittgenstein # 20

§ 372 Reflecte no seguinte: "Na linguagem, o único correlato
de uma necessidade da natureza
é uma regra arbitrária.

Esta é a única coisa que se pode extrair
desta necessidade da natureza
e pôr numa proposição
".



publicado por vbm às 11:47
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 8 de Agosto de 2005
Wittgenstein # 19

§ 371 A essência manifesta-se na Gramática.



publicado por vbm às 19:21
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 5 de Agosto de 2005
Wittgenstein # 18
§ 380 (...) (Andas sempre à volta de uma explicação ostensiva interior).
À transição privada do que é visto para a palavra não me é possível
aplicar quaisquer regras. Aqui as regras ficariam penduradas no ar,
porque falta a instituição da sua aplicação.


publicado por vbm às 11:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 3 de Agosto de 2005
Wittgenstein # 17

§ 383 Não analisamos um fenómeno (), mas sim um conceito (), e assim
a aplicação de uma palavra. Assim pode parecer que aquilo que estamos a fazer
é Nominalismo. Os Nominalistas cometem o erro de interpretar todas as palavras
como nomes, de modo que realmente não descrevem a sua aplicação ().



publicado por vbm às 18:14
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

...

...

Pascal & Espinosa # 2

Pascal & Espinosa # 1

...

Espinosa # 55

Espinosa # 54

Espinosa # 53

Espinosa # 52

Espinosa # 51

...

Espinosa # 50

Espinosa # 49

Espinosa # 48

Espinosa # 47

Espinosa # 46

...

A Caverna de Platão

Wittgenstein: Philosophic...

Ayer on Frege and Russell

arquivos

Setembro 2015

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Dezembro 2003

Novembro 2003

tags

albert jacquard

ana de sousa

ana hatherly

ar rosa

astronomia

ayer

davidson

deleuze

dostoiévski

espinosa

eugénio de andrade

fiama

fotografia

françois miterrand

frege

gerard de constanze

gonzalo torriente ballester

hobbes

homero

hume

imagens

jl borges

khalil gibran

kripke

leibniz

maquiavel

nietzsche

pascal & espinosa

paul auster

paul valéry

peirce

philo-vídeos

platão

política

putnam

quine

rawls

russell

samuel beckett

sandra costa

scarlett johansson

searle

sophia de mello breyner

villaret

virgínia woolf

wittgenstein

todas as tags

favoritos

...

links
Míope, logo táctil. Gosto de ler e conversar, q.b. «Nada convem mais ao homem do que o seu semelhante.» Vasco
blogs SAPO
subscrever feeds